sábado, dezembro 24, 2016

Como se desenha o Natal?


É isto o Natal.
Uma vista de dentro lá para fora.
Teimamos em olhar para as quatro paredes confortáveis quando lá fora é que reina o esplendor.
Sem abrir as portas ao que espera por nós, ficamos apenas com o desfocado imediato.
Há que dar o salto. Ousar olhar mais longe. Ainda que pareça impossível. Ou se sinta uma loucura a invadir-nos as veias. A pulsação a saltitar de incerteza...

É isto o Natal.
Dar vida nova. Nascer de novo.
Dar salvação ao que sonhamos há tanto tempo. Dar-lhe rosto focado, colocá-lo na luz. Deixar a sombra confortável e, com todas as fragilidades, deixá-lo amadurecer. 
Pequeno e incerto, mas muito promissor. Deverá ser assim o sonho que desejamos concretizar. Deixar que os outros falem dele, o elogiem, sem medo de o perder, porque, só sendo de todos, poderá ganhar o sentido pleno.

É isto o Natal. 
Só pode ser isto.

6 comentários:

Teresa disse...

Natal para mim é acreditar no espírito da partilha, no humanismo, no respeito pelo outro. E, como me ensinaram os meus pais, a caridade e as devoções começam em casa, com aqueles que estão junto de nós e que por vezes necessitam muito do nosso tempo, carinho e amor. É preciso saber ver.

Gostei de ler as tuas palavras, ( sigo por mail o teu blogue), e por essa razão hoje, deixo-te as minhas palavras com amizade: Feliz Natal.
Teresa

L.Frasco disse...

Fico sempre impressionado por esta tua capacidade de te distanciares do óbvio e de veres cada situação num ângulo só teu. Obrigado por podermos partilhar da tua reflexão e parabéns por a expressares tão bem! E o desenho tá genial.

Suzana disse...

Bonita mensagem :)

Ana Simoes disse...

Pronto. É isto! A maravilha de conseguires que o desenho não seja apenas bonito. Não seja apenas o desenho. Adoro!
E, depois, o ficar embasbacada... era mesmo isto que o exercício pedia... vou, alguma vez, chegar a este calcanhar?
Isto motiva-me. Muito.
Obrigada, Mário.

Mário Linhares disse...

Obrigado por lerem. E ainda bem que gostam e faz sentido também para vocês.

Não será pobre o desenho que procura ser apenas um desenho?
Pode estar bem executado, sem erros, mas se não tiver outra dimensão não ficará apenas a meio caminho?

nelson paciencia disse...

Venho tarde, mas ainda bem a tempo de te desejar Bom Natal! E agradecer-te a magia que sai das tuas frases que rodeiam um qualquer desenho. E concordo tanto com o que falas sobre os desenhos pobres, sem algo mais nunca serão uma mensagem.