segunda-feira, agosto 22, 2011

Workshop na Costa do Castelo


O meu amigo João Maria disponibilizou a sua maravilhosa casa na Costa do Castelo, com grandes janelas e uma vista impressionante para Lisboa, para se fazerem dois workshop's de Diários Gráficos. Estive a pensar neste desafio e já elaborei o programa que resultou em 5 exercícios diferentes para um sábado inteiro a desenhar. Além disso, os participantes terão direito ao almoço feito pelo João Maria (que é um excelente cozinheiro), a um lanche e a um caderno Laloran.

Há duas datas possíveis em cima da mesa - 10 de Setembro ou 15 de Outubro. Agora é só escolher.

Mais informações sobre as inscrições e o programa serão esclarecidas por mail.

domingo, agosto 21, 2011

Diário Gráfico: Portugal

LinkNunca percebi porque é que a Boca do Inferno se chama Boca do Inferno. Percebo que é uma zona perigosa e deslumbrante, mas daí a ter um nome diabólico...

Neste dia, além dos muitos turistas a tirarem fotografias, os desenhos fizeram furor por ali. Éramos 4 a desenhar e, sobre os nossos ombros, muitos foram os que espreitaram e, imagine-se, até fotografias tiraram! Incrível... com a paisagem mesmo ali à frente, parecia que os desenhos tinham mel e magia... todos os queriam ver e, de alguma forma, levar para casa...

sábado, agosto 13, 2011

Diário Gráfico: Portugal


No Porto, uma das imagens de marca é a Torre dos Clérigos.
Sentei-me com a Ketta numa esplanada mesmo em frente e começámos a desenhar.
Não gosto muito deste formato Moleskine tão panorâmico porque me obriga a desenhar as coisas demasiado pequenas.

Ali ficou a torre, imponente e destacada do resto da malha urbana...

quarta-feira, agosto 03, 2011

segunda-feira, agosto 01, 2011

Diário Gráfico: Portugal

Lisboa e uma das suas janelas.
Lisboa é mais que a janela, ultrapassa-a, transcende-a.
Se nos limitarmos a vê-la pela janela, ficamos assim mesmo, limitados...

Nos dias 21, 22 e 23 do passado mês de Julho, mais de 200 pessoas andaram a ver Lisboa com olhos de janelas transparentes. Tentaram ver além do óbvio e registar tudo em cadernos.

Estamos todos ansiosos pelo livro que vai sair até ao final do ano com os desenhos deste mágico encontro de urban sketchers nesta cidade tão internacional.

Até lá, desenhar, desenhar, desenhar... sempre sem parar, porque as férias estão aí e não há melhor pretexto do que esse para registar tudo o que vemos!