sexta-feira, maio 29, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Esta é uma pequena vista do mercado de Empada.

A maioria dos vendedores de artigos não-alimentares são senegaleses ou mauritanos. Há um pouco de tudo, mas em Agosto de 2008, o que mais havia eram sandálias de plástico.

A ida ao mercado era uma verdadeira aventura! Todos nos queriam vender tudo e mais alguma coisa!!

____________________________________________________________________

This is a little sight of Empada’s market.

Most of the sellers that sell goods other than food are Senegalese or Mauritanians. There is a bit of everything but in August 2008, what we saw more were plastic sandals.

The trip to the market was a real adventure! Everyone wanted to sell us everything and more!!



quinta-feira, maio 28, 2009

Encomenda da Guiné: caju





No início de Maio a Ana Carvalho publicou um texto que me deixou saudade.
Na altura tive o atrevimento de lhe perguntar se não me podia enviar por correio e, após umas trocas de mails, eis que chegou a minha casa a encomenda vinda directamente da Guiné!

Estou indeciso sobre o momento ideal para abrir e comer este caju delicioso...

Esta sexta-feira, dia 29 de Maio vou apresentar no Linhó - Sintra - o documentário que fizemos em Empada. Talvez esse seja o momento certo para partilhar uma das riquezas principais da Guiné!
Se alguém estiver interessado em ir ver o documentário, são 30 minutos seguidos de uma conversa/debate sobre a Guiné, os Objectivos do Milénio e o concurso DEL8. Está marcado para as 21h00 no Centro de dia da 3ª idade do Linhó.
Será um serão muito bem passado - com a promessa de eu levar este caju delicioso para partilhar!! Apareçam!



Ps. Obrigado Ana!
____________________________________________________________________

In the beginning of May, Ana Carvalho published a text that made me nostalgic.

Back then, I had the nerve to ask her if she could send it by mail and after some email exchanges, a package coming straight from Guinea arrived to my house.

I can’t decide about the ideal moment to open and eat this delicious cashew…


This Friday, May 29th, I will be presenting the documentary we made in Empada in Linhó, Sintra. Maybe that is the right moment to share one of Guinea’s main riches!

If anyone is interested in watching the documentary, it is 30 minutes followed by a conversation/debate about Guinea, the Millennium Development Goals and the DEL8 contest. It will start at 9pm (I think it is in the salon/cultural club). It will be an enjoyable evening with the promise that I will take this delicious cashew to share!! Be there!


Ps: Thank you, Ana!


segunda-feira, maio 25, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


A seguir ao almoço era impossível não fazer uma pequena sesta. Eu bem queria aproveitar o tempo ao máximo, mas o clima é tão forte que deixa-nos o corpo num oito e é imperativo descansar.
Um dia, a meio da sesta, começou a chover torrencialmente. Todas as crianças que estavam a jogar à bola no campo da missão das irmãs da Consolata aproveitaram para se colocarem por baixo da saída de água das caleiras. O Tomás, assim que percebeu que eu me tinha levantado e saído do quarto com a máquina fotográfica veio logo ter comigo para lhe tirar um "postal". Coloquei o obturador com uma velocidade alta para "congelar" a rapidez com que a água caía e o resultado foi este momento absolutamente íntimo que me transporta para lá cada vez que o olho nos olhos...
____________________________________________________________________

After lunch it was impossible not to take a nap. I wanted to make the most of my time there but the weather there is so strong that it messes our bodies and it is imperative to rest.

One day, during nap time, it started to pour. All the children that were playing ball on the field of the mission of the sisters of Consolata took the opportunity to stand under the exit of the water from the gutter. As soon as he realized I had gotten up and left the room with my camera, Tomás came to me and asked me to take a “postcard” of him.

I set the shutter with a high velocity to “freeze” the fastness with which the water fell and the result was this absolutely intimate moment that takes me there every time I look him in the eye.

domingo, maio 24, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Agora em Maio a chuva começa a cair na Guiné.
Este rapaz vinha todo contente à chuva e só mais tarde é que abriu o guarda-chuva. Acho que a tentação de ficar à chuva é tanta que ninguém consegue resistir...
Imagine-se: calor e humidade perante a possibilidade de um banho refrescante do tamanho de um caudal de um rio!!

____________________________________________________________________

Nowadays, in May, the rain starts to fall down in Guinea.

This boy was happily walking under the rain and only later did he open his umbrella. I think the temptation of standing in the rain is so much that no one can resist it…

Just imagine: heat and humidity before the possibility of a refreshing bath of the size of a river’s flow!!

sábado, maio 23, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Com esta fotografia termino o ciclo dedicado a Kudom.
A escola do fundo já não é suficiente para todos os alunos, pelo que a população da aldeia teve de começar a construir outra. Por falta de "tudo", a construção está assim há não sei quanto tempo...

Há uns tempos atrás perdi uma aula inteira porque o computador portátil não queria funcionar. Fiquei chateado com a situação, claro está!
Quando olho para esta fotografia penso em como será dar aulas ali... e uma coisa é certa: não haveria nenhuma hipótese de ficar chateado com um portátil avariado.

Como será ensinar Arte na Guiné-Bissau? Ou melhor, com que arte é que se ensina na Guiné-Bissau?
A procura desta resposta encanta-me e motiva-me!

____________________________________________________________________

This picture ends the cycle dedicated to Kudom.

The school in the back isn’t big enough for all the students anymore, so the population from the village had to start building a new one. Because there is a lack of “everything”, the construction has been like this for quite a while now…

Some time ago I lost a whole class because the laptop wouldn’t work. Of course I was upset with the situation!

When I look at this picture I wonder how it would be to teach there… one thing is for sure: there would be no chance I would get upset over a faulty laptop.

How would it be to teach Art in Guinea-Bissau? More, with which art do you teach in Guinea-Bissau?

The search for this answer charms and motivates me!


terça-feira, maio 19, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Nesta fotografia vemos a ir. Anistalda - que durante este ano lectivo falou com dezenas de estudantes portugueses pelo telemóvel - e a Patrícia, grande responsável pelas imagens captadas em vídeo para o documentário Cuma qui bu na mansi?.

Ao meio temos o tema central: o poço. Este é em tudo idêntico aos que existem em Empada.
Escusado será dizer que grande parte da vida dos habitantes de Kudom e Empada anda à volta do poço:
- Quando o dia começa vão ao poço;
- A meio da manhã vão ao poço;
- Perto da hora da refeição vão ao poço;
- À tarde vão ao poço;
- Ao fim da tarde vão ao poço buscar água para se lavarem;
- À noite não vão ao poço buscar água para cozinhar porque não há jantar...

____________________________________________________________________

In this picture you can see sister Anistalda, who has spoken to dozens of Portuguese students using a mobile phone during this school year, and Patrícia, greatly responsible for the video images captured for the documentary Cuma qui bu na mansi?.

In the middle we have the main theme: the well. This is similar to the ones of Empada. There is no need to say that a great part of the Kudom’s and Empada’s inhabitants’ life revolves around the well:

- when the day begins, they go to the well;

- in the midmorning, they go to the well;

- near meal time, they go to the well;

- in the afternoon, they go to the well;

- in the late afternoon they go to the well to get water to wash themselves;

- in the evening they don’t go to the well to get water to cook because there is no dinner…



domingo, maio 17, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Cá estão as duas meninas de que falei num dos primeiros post's sobre Kudom.
Diz a tradição que nenhum homem as pode ver durante a semana anterior ao casamento, daí estarem tapadas. Como eu era "branco", a tradição não se aplicou e acabei por vê-las. Ainda levantaram o véu e tudo... não sei porquê mas decidi fotografar esse momento...

Não tenho coragem de publicar essa imagem.
Se fosse hoje nem sequer a registava...

____________________________________________________________________

Here are the two girls I mentioned on one of the first posts about Kudom.

It is tradition that no man can see them during the week prior to the marriage, hence their covering. Since I was “white”, tradition didn’t apply, so I got to see them. They even lifted their veil … I don’t know why, but I decided to photograph that moment…

I don’t have the courage to publish that image.

If it were today, I wouldn’t even take it…


quarta-feira, maio 13, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Em Kudom, tal como na maioria das aldeias da Guiné, as crianças têm hérnias umbilicais, fruto de más curas no corte do cordão umbilical à nascença e nos primeiros meses de vida.

A barriga inchada é sinal de subnutrição...

Apesar de tudo isto, as crianças corriam atrás de mim, posavam para a fotografia, riam-se ao verem-se no pequeno ecrã da máquina. Tocavam-me na pele rosada e sentiam os pelos dos braços como algo muito estranho...

Darwin tinha razão. A sobrevivência faz-nos desenvolver técnicas mais apuradas. Até ao nível biológico uns ficaram mais aptos a resistir ao frio do que outros...
____________________________________________________________________

In Kudom, like in most villages in Guinea, children have umbilical hernia, a result of bad healing of the cut of the umbilical cord at birth and during the first months of life.

The swollen belly is a sign of undernourishment…

Despite all of this, the children chased me running, posed for the pictures, laughed when they saw themselves in the small camera screen. They touched my pink skin and felt my arm hair as something very strange…

Darwin was right. Survival makes us develop more accurate techniques. Even in a biological level, some are more able to endure the cold than others…

segunda-feira, maio 11, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Aquilo que vemos ali no meio é um curral para vacas.

Kudom é uma terra de tratadores de gado. Em tempos idos, as vacas eram guardadas num local exterior ao centro da aldeia, mas como começaram a acontecer alguns assaltos, a população decidiu colocar o gado mesmo no meio, entre as casas. O resultado é um pouco mal cheiroso e cheio de moscas, o que faz de Kudom uma terra que nos obriga a algum tempo de adaptação...

____________________________________________________________________

What you see in the middle is a cow corral.

Kudom is a land of cattle handlers. In the past, the cows were kept in a place out of the village, but as some robberies started to occur, the inhabitants decided to keep the cattle right in the center, among the houses. The result is kind of smelly and full of flies, which makes Kudom a land that requires some adaptation time…

domingo, maio 10, 2009

Áudio: Guiné-Bissau | Audio: Guinea-Bissau

video

Não resisti em colocar aqui um pequeno clip com uma música que se cantava lá em Empada.

Para não ficar totalmente a negro, montei estas imagens que mostram como a farinha era peneirada para separar as formigas que conseguiam entrar dentro dos sacos de 50 quilos...

Interrompo assim o ciclo dedicado a Kudom, mas não há problema...
Espero que gostem!
____________________________________________________________________

I couldn’t resist showing a little video clip with a music that people sang in Empada.
So it isn’t totally black, I assembled these images that show how the flour was sifted to separate the ants that managed to get into the 50kg bags…
I am interrupting the cycle dedicated to Kudom but it’s no problem…
I hope you like it!


sábado, maio 09, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Nestes recipientes guardam-se cereais, sobretudo o arroz.

Há um blog com informações preciosas sobre a Guiné que tem bastante informação sobre este assunto.



____________________________________________________________________

These containers keep cereals, especially rice.

There is a blog with precious information about Guinea that has a lot of information on this subject.

sexta-feira, maio 08, 2009

Lomografia: Guiné-Bissau | Lomography: Guinea-Bissau


Aqui fica a primeira fotografia do ciclo Kudom.

Para se chegar lá temos de fazer um caminho de terra batida, cheia de buracos e muito traiçoeiro. A parte final foi feita a pé porque estava uma árvore atravessada no meio da estrada. Para terem uma ideia, o tronco caído no chão era mais alto do que eu - devia ter mais de 2 metros de altura.

Se Empada está isolada do mundo, Kudom está perdida no mapa...

____________________________________________________________________

This is the first picture of Kudom’s photographic cycle.

To get there, we have to take a dirt pathway, with lots of holes and very treacherous. The final part was made on foot because there was a tree lying in the middle of the road. So you can have an idea, the log that fell on the floor was taller than me – it should be about more than 2 meters high.

If Empada is cut off from the world, Kudom is lost in the map…

quinta-feira, maio 07, 2009

Vídeo: Guiné-Bissau | Video: Guinea-Bissau

video

Aqui está o vídeo com a pergunta que lhe fiz. Desculpem não haver legendas, mas este vídeo está em bruto, não teve trabalho de edição nem de pós-produção áudio e vídeo.

____________________________________________________________________

Here is the video of the question I asked her. Excuse me for the lack of subtitles but this is a raw video, it hasn’t had edition work yet, nor audio and video post-production.



sábado, maio 02, 2009

Fotografia: Guiné-Bissau | Photography: Guinea-Bissau


Em 2003 participei na gravação de um cd de música em que os lucros revertiam integralmente para a construção de uma escola primária em Kudom - Guiné-Bissau, na região de Quinara.

A 10 de Agosto 2008, fui pela primeira na vida à aldeia que beneficiou deste projecto. Vi a escola concretizada e vi mais; vi uma nova escola a ser construída ao lado!

Mas o que mais me marcou nesse dia não foi a escola construída...
Estava a acontecer um casamento na aldeia. Duas meninas estavam dentro de casa tapadas por um véu e não podiam ser vistas por ninguém. O marido respectivo estava em Buba (a cidade mais próxima) a fazer uma formação complementar de professor. Até aqui nada de especial não é? Pois bem, este professor estava numa posição delicada, pois era filho do chefe da aldeia e tinha tomado uma decisão que ia contra a vontade do pai: só queria ter uma mulher.
Para o pai, um filho ter apenas uma mulher seria uma desgraça, pois não havia garantias que os filhos que essa mulher lhe dava pudessem sobreviver e assim a descendência da família ficaria comprometida.
Durante a formação do filho em Buba, o pai tratou do casamento do filho com mais duas mulheres (meninas, entenda-se), dessa forma, quando chegasse a Kudom, ele já não teria hipótese a não ser aceitar essas duas novas mulheres...

Não sei o que está bem e o que está mal. Apenas sei que a cultura tem um peso enorme sobre as nossas vidas. Não consigo criticar ninguém, pois também eu vivo embebido numa cultura que me limita e guia as acções... para o bem e para o mal...


Acho que vou dedicar um ciclo fotográfico a Kudom...

____________________________________________________________________

In 2003 I participated in the recording of a cd whose profits would be used to construct a primary school in Kudom (Guinea-Bissau, in the region of Quinara).

On the 10 August 2008, I visited the village that beneficiated from this project for the first time. I saw the built school and more: I saw a new school being built next to the other one!

But what marked me the most on that day wasn’t the built school...

There was a wedding taking place in the village. Two girls were inside the house covered with a veil and could not be seen by anyone. The respective husband was in Buba (the nearest city) doing a complementary teacher formation. Up until this, not much of a big deal, right? Well, this teacher was in a delicate position, as he was the son of the chief of the village and had taken a decision that went against his father’s will: he wanted to have a single wife.

For the father, his son having only one wife would be a disgrace, for there were no guaranties that his children with that woman would survive and that way the family’s descendancy would be compromised.

During his son’s formation in Buba, the father took care of the wedding with another two women (girls, that is) so that, when he got to Kudom, his son would be forced to accept those two new wives…

I don’t know what’s right and what’s wrong. All I know is that the culture has a huge weight upon our lives. I cannot criticize anyone for I too, live in drenched in a culture that draws my limits and guides my actions… for better or for worse…


I think I am going to dedicate a photografic cycle to Kudom...